Resgates e Continuidade

01.06.2017

Já faz algum tempo que não apareço por aqui ....

Mas a causa é "nobre" :))

Virei avó ...

A vida, esta vida que inapelavelmente, pétala a pétala,
vai desfolhando o tempo, parece, nestes meus dias,
ter parado no bem-me-quer …
José Saramago

E assim sendo, neste estado diferente, novo e encantador para mim, me peguei com uma certa nostalgia ... um querer de olhar para trás, uma intrigante vontade de lembrar e relembrar de onde eu vim ... e, claro, de onde os meus netinhos tão amados vieram ...

A Júlia é minha filha mais velha ...

Eu também sou a filha mais velha da minha mãe ....

E aí ?

O que tem lá trás, na nossa história, olhando pelo feminino?

Tem um começo que, na verdade não o é ....

Mas que já está de bom tamanho para esse exercício de resgate ....

 

Aqui estão meus bisavós Honorata Lelina Souza e Aguiar e Nicola Verlangieri !

Ele, italiano de Pola, nasceu em 1852.

Era filho de Arsênio Verlangieri e de Maria Teresa Curssio.

Veio para o Brasil e não sei porque cargas d`água, foi parar em Cuiabá, MT.

Ela, cuiabana de família já antiga, filha de José Henrique de Sousa e Aguiar e de Honorata Ludovica Monteiro, se enamorou do italianinho e se casaram.

Tiveram filhos e, dentre estes, minha avó Nicolina Verlangieri, nascida em 1898!

Vovó Nicolina conheceu vovô João Alfredo de Oliveira!

Moço bonito esse vovô que eu não conheci!

O casal teve também muitos filhos.

De todos, seis viveram e dentre estes, uma menina temporona ....

Era minha mãe .... Glória Maria Verlangieri de Oliveira ...

Eles eram tão velhinhos quando a minha mãe nasceu ....

Glorinha, uma garota muito paparicada, claro... foi crescendo e se tornou uma menina cheia de graça e plena de amor.

Cedo, a família se mudou para o Rio de Janeiro.

Meu avô já havia morrido mas foi na Cidade Maravilhosa que minha mãe cresceu e floresceu!

E foi lá que conheceu um lindo carioca, Roberto Alves de Athayde .... um charmoso oficial da Marinha do Brasil ....

Namoraram, ele foi fazer a Universidade nos Estados Unidos, noivaram e se casaram nesse período de estudos ...

E lá se foram os dois de volta para Tulsa, Oklahoma para que meu pai terminasse a Universidade!!!!

Só que ......

Antes do planejado, minha mãe ficou grávida !!!!!! .... e eu nasci !

Lá longe ... nos Estados Unidos !

Que barra deve ter sido para meus pais, principalmente para minha mãe, ter um neném longe da família ...

Mas todos sobrevivemos e a história com esses ingredientes, ficou até mais interessante, não?

E a menininha que aqui vos fala foi crescendo .....

Crescendo ...

E depois de alguns anos, alguns namoros aos 20, precisamente, me casei ...

Hoje é interessante lembrar que antes disso, conheci, namorei e me tornei muitooooo amiga do meu marido, o Renato ... :))

Mas naquela época, aos 20 aninhos, me casei com o Fábio.

E para dar continuidade a essa história, tivemos nossa primeira filha ... 

Quem era essa menininha?

Júlia !!!!!!

A mãe dos meus netinhos !!!!!

Ela era uma nenenzinha linda!!!!!!!!

E ser mãe aos 21 anos foi muitoooooooo bom !!!!

Acho que eu era tão menina que, pelo menos nas minhas lembranças, tudo era tranquilo ... e, certamente, havia muito menos opções de bicos de mamadeiras, de tamanhos de fraldas e de "isso pode, isso não pode" :))

 

De qualquer forma, olhar essa foto aí embaixo chega a dar até uma certa aflição de tão menina que eu era hahahahahahahaha !!!!!

Mas o tempo não para ....

E essa garotinha chamada Júlia foi crescendo ....

E um dia, Júlia reencontra (a história se repete?) um rapaz que havia sido seu chefe em um dos seus primeiros empregos ....

Love is in the air !!!!

Fernando e Júlia foram capa de jornal ....

Namoraram à distância e um dia..... se casaram !!!!!

O tempo passou e .....

Yesssssss !!!!!!

São dois !!!!!!!!!!!!!!!

A vida continua ...

A história continua ...

Eu vejo mais do que nunca agora, essas camadas do tempo que se misturam entre passado, presente e futuro ...

Tudo junto e misturado ....

Tudo perfeito e certo como deve estar ....

 

Honorata, mãe de Nicolina, mãe de Glória, mãe de Mia, mãe de Júlia, mãe de Manuela e de Felipe ...

Eles ainda não foram para casa (são pequeninhos ainda) mas já já estarão naquele lugar que tem amor e bem querer de sobra ...  no lar da família, encantando o mundo e trazendo a ele muita Luz e muitoooooooo Amor ...

Bem vindos Manu e Lipe ....

 

E um dia quem sabe, vocês continuam essa história .....

 

E a minha voz nascerá de novo,
talvez noutro tempo sem dores,
e nas alturas arderá de novo o meu coração
ardente e estrelado.

Pablo Neruda

 

Please reload

November 14, 2017

October 27, 2017

August 25, 2017

August 22, 2017

Please reload

  • Facebook Limpa
  • Instagram Limpa

Delícias da Vida: minha família - marido e filhas, minha casa que é o melhor lugar e ...  viagens!

As Filhas, sempre por perto, nem que de vez em quando, virtualmente.

Em casa, a Mesa posta com carinho, boa Comida, um Vinho ou Borbulhas geladas e Gente Querida!!!

Nos planos, sempre um Novo Destino e em Boa Companhia!

É disso que falo aqui: Estilo com Inspiração, Criatividade, Talento, Ideias, Inovação, Paixões, Originalidade .... Experiências!

Já passei dos 50, sou de Capricórnio com ascendente em Aquário e, assim, estou cada vez mais Leve e querendo Compartilhar as Boas Coisas da Vida!

 

 
Escrito por Mia Athayde  
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now